Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caderno Diário

Gosto de escrever e aqui partilho um pouco de mim... mas não só. Gosto de factos históricos, políticos e de escrever sobre a sociedade em geral. O mundo tem de ser visto com olhar crítico e sem tabús!

Caderno Diário

Luís Aleluia

Hoje soube pela manhã que tinha falecido o ator Luís Aleluia. Luís Aleluia, nasceu a 23 de fevereiro de 1960 em Setúbal e teve várias participações em teatro e televisão. Algumas horas antes de ser encontrado morto em casa que o ator Luís Aleluia, publicou um post na sua conta de Instagram em que praticamente fazia as despedidas de toda a gente, desejando ser recordado por todos os que dele gostavam, e com imagens da sua mulher e dos filhos. Não foram ainda transmitidas as causas de morte do ator, mas numa publicação de Zita, sua esposa, pode ler-se "O meu grande amor, preferiu partir mais cedo… Não estou de acordo! Mas, só me resta aceitar a tua última vontade." 

As primeiras suspeitas de que a morte de Luís Aleluia poderia não ser natural aconteceram a meio da tarde de ontem quando o próprio ator deixou um enigmático post no seu Facebook, quase uma mensagem de despedida, com o título: "Façam o favor de ser felizes." Com uma fotografia sua a preto e branco, uma da mulher e outra dos dois filhos, o ator escreveu ainda: "A memória de nós são pedaços de gente no coração dos outros."

Luís Aleluia não aparentava ter qualquer problema de saúde, ainda na semana passada foi um dos padrinhos da marcha do Bairro Alto, ao lado de Sónia Brazão, e estava a gravar a novela "Festa é Festa", da TVI. 

Esta tarde, o tradicional "Alta definição" da SIC dedica-se a repetir a entrevista dirigida por Daniel Oliveira, gravada quando o ator tinha 57 anos. Nessa entrevista, há uma frase do ator que me chama mais a atenção, que é quando ele fala sobre o seu ar de tristeza constante e ele diz "eu não sou amargo perante os outros, mas sou amargo por dentro".

De uma infância difícil, vítima de violência doméstica, o ator formou um caráter trabalhador e determinado, que escondia várias dores de alma. O pai é um homem doente que está internado no Caramulo, a mãe tendo refeito a sua vida, é vítima de violência doméstica por parte do seu padrasto. Luís é ele próprio desde cedo vítima da violência deste homem de quem a mãe sente necessidade de se separar de forma a terminar com este ciclo de violência. Viveu na pobreza, sem luz em casa, sem saneamento básico e sem os mínimos básicos. Aos nove anos, fica órfão de pai, e a mãe acaba por decidir sair de casa e Luís é então colocado na Casa do Gaiato, onde cresce com valores fortes ligados ao trabalho e ao respeito pelos outros. Mais tarde, a mãe refaz a sua vida com um homem completamente diferente, e aos 16 anos, Luís é trazido de novo para o seio da família, para perto da mãe e sendo adotado pelo seu novo companheiro, "foi o homem mais feliz com quem ela viveu." A mãe, apesar de tudo, era considerada a pessoa mais importante da sua vida.

Numa outra entrevista, a Manuel Luís Goucha, na TVI, diz Luís Aleluia que tem "uma admiração muito grande pelas mulheres e homens que têm que deixar os filhos e dá-los para a adoção porque o Estado não lhes criou as condições propícias para os criarem. As crianças não deviam ser tiradas dos seus familiares. As famílias é que têm de ser apoiadas." O ator e a sua mulher, Zita, pensaram desde logo em adotar, mesmo que tivessem tido filhos biológicos (o que não foi possível). Luís e a mulher tinham dois filhos, ambos adotados.

Luís Aleluia revelou que não era o Teatro a sua meta de vida e que "queria ser advogado." O primeiro espetáculo em que participou foi "O julgamento do Lobo", no caso a fazer uma substituição.

O ator ficou célebre pela interpretação como "Menino Tonecas" na série da RTP, "As Lições do Tonecas", da década de 90. A personagem "Tonecas" foi aquela que mais se colou à sua pele, o que o próprio ator achava injusto. Apesar do sucesso da série, passou muito tempo até ter novamente trabalho. De facto, acabou mesmo por criar a sua própria produtora. Em 2012, regressa à RTP com "Bem-vindos a Beirais", em que interpretava um agente da GNR, o guarda Júlio.

Em 2020, Luís Aleluia esteve na novela ‘Golpe de Sorte’, da SIC, onde interpretou o padre Alexandre Bento, e depois participou na série de sucesso ‘Pôr do Sol’, da RTP, no ano seguinte, tendo tido ainda uma pequena participação na minissérie sobre Marco Paulo, da SIC. 

Outra frase que ele disse durante a entrevista transmitida na SIC, foi "nunca e inibam de dizer ao ator que gostam dele". Na realidade, o ator foi um dos exemplos de pessoas desta área que nem sempre foram devidamente valorizados. "Nós precisamos de ser adotados pelo público. Nós, artistas. Deem-nos colo, deem-nos abraços."

Atualmente fazia parte da direção da Casa do Artista, numa direção onde também fazem parte os atores José Raposo e Sofia Grillo, entre outros. Ainda na sexta feira de manhã tinha estado nas instalações da associação, em Carnide, onde recebeu Natalina José, transferida para lá depois de ter alta do hospital, onde deu entrada em consequência de um acidente de viação. Tinha também uma peça de teatro preparada - 'Que Bonito Serviço' - para levar ao palco no Casino Lisboa, entre 8 de setembro e 1 de outubro.

Fontes:

https://sic.pt/sic/luis-aleluia-1960-2023-viver-e-um-fosforo-e-a-genta-lixa-se-ha-encontros-e-ha-abracos-que-nao-se-devem-adiar/

https://tvi.iol.pt/noticias/luis-aleluia/o-menino-tonecas/a-minha-necessidade-de-afeto-e-de-tal-ordem-que-muitas-vezes-me-escancaro-luis-aleluia-1960-2023/20230624/6496eaeed34ea91b0aaddcb8

https://magg.sapo.pt/atualidade/artigos/luis-aleluia-despediu-se-antes-de-ser-encontrado-morto-a-mensagem-arrepiante-que-deixou-horas-antes

https://www.flash.pt/celebridades/nacional/detalhe/os-ultimos-dias-da-vida-de-luis-aleluia-a-casa-do-artista-as-marchas-e-a-novela-que-estava-a-gravar-para-a-tvi

https://www.flash.pt/celebridades/detalhe/afinal-o-que-aconteceu-ator-luis-aleluia-decidiu-partir-mais-cedo-aos-63-anos-de-idade

 

 

2 comentários

Comentar post