Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Caderno Diário

Gosto de escrever e aqui partilho um pouco de mim... mas não só. Gosto de factos históricos, políticos e de escrever sobre a sociedade em geral. O mundo tem de ser visto com olhar crítico e sem tabús!

Caderno Diário

A dor que ninguém entende

Há situações que doem mais do que a própria dor.

Quando começo a subir uma escada e a meio já não consigo continuar... isso dói mais do que a dor física, essa incapacidade de progredir, de levantar uma perna porque o músculo deixou de funcionar. Estranho que na área da saúde ninguém compreenda esta incapacidade, que surge de súbito e me impede se prosseguir pela escada, de chegar ao meu destino. E porquê?

Esta e outras situações que me acontecem e me impedem de continuar, que ninguém compreende e ninguém me sabe explicar o que se passa comigo. Não há uma causa?

E os olhares...

E quem se afasta de mim, as conversas que acabam quando chego e os grupinhos que se desfazem quando me aproximo. Essa dor de não ter ninguém... e ninguém entender que eu estou a sofrer. Que não é preguiça e que nunca quis nada disto para mim. Que não tenho uma explicação para dar, quando nem a mim própria eu sei explicar o que sinto! 

A dor... e o cansaço muscular... doem menos que perceber que não tenho ninguém. Colegas não são amigos. Nada tão verdadeiro. 

Espero que família, venha a ser família e que pelo menos essa me compreenda.