Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caderno Diário

Escrever é algo que me apraz. Ante a minha vontade de criar, muitas vezes me falta tempo. Aqui passo da vontade à prática. Este é um caderno onde escrevo sobre a minha vida pessoal e temas da atualidade que me fazem refletir.

Caderno Diário

Escrever é algo que me apraz. Ante a minha vontade de criar, muitas vezes me falta tempo. Aqui passo da vontade à prática. Este é um caderno onde escrevo sobre a minha vida pessoal e temas da atualidade que me fazem refletir.

Perder-me, lá bem no fundo...

Se há coisas que me fazem perder as estribeiras, é quando os meus planos saem furados. Sabem aquela semana em que começamos a planear tudo, mas depois chega a sábado e todos os planos meticulosamente pensados dão em nada? Não importa, pois nem era nada de especial, pensando agora sobre isso, mas o que magoa é quando alteramos o que queríamos ou gostaríamos de fazer, sem que haja ninguém a nos valorizar por isso. Sem querer, acabei por passar o fim de semana quase que sozinha. Havia festa aqui no Seixal, mas também não tive paciência para lá ir. 

No sábado chegou também a máquina que finalmente consegui adquirir (com uma ajudinha especial) mas nem isso me fez feliz, porque a água ainda não está a funcionar e por continuo sem a conseguir utilizar. Devia estar feliz, mas não estou, não sei poruqê, estou zangada com tudo. Sabem aqueles dias em que apetece apenas um casulo onde nos fecharmos e desaparecer durante uns dias? Não para sempre, apenas até isto passar, já que também não tenho uma daquelas máquinas de viajar no tempo que penso que já deviam ter inventado! É que me acontece isto muitas vezes, aqueles dias que começam mal, que nada que se faça parece ajudar a que melhorem, muito pelo contrário. Só sei que aliado a isto, a dor se começou a instalar e, sim, a fibro sendo uma doença oportunista deprime e aproveita a depressão como se fossem amigas inseparáveis e não vivessem uma sem a outra. Estou a conseguir hoje recuperar um pouco, depois de umas caminhadas difíceis e de hoje ter aguentado um dia de trabalho cheia de dores.

Felizmente, foi o mesmo trabalho onde pude me divertir, passar tempo com gente interessante e trabalhadora e descarregar um pouco o meu stress. Começaram as Férias Desportivas e hoje foi dia de uma batalha de balões de água. Resultado, as articulações das minhas mãos estão a queimar com o gel de efeito quente que coloquei para tentar ultrapassar as dores insuportáveis. Agora já não sei se é pior aguentar as dores ou esta sensação de queimadura e a comichão! Aproveitei e pus o gel onde me doia, ou seja, nos ombros, na lombar, nas duas pernas, nos pulsos, nos dedos das mãos... está simplesmente insuportável de aguentar. Cheguei a casa perto das 18h e vim logo, logo, para a cama. Estou um pouco mais calma, menos zangada, mas ainda a recuperar - sei que vai demorar uns dias na melhor das hipóteses -  a voltar ao normal das dores suportáveis sem me encher de medicação e sem cair à cama assim que chego.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Calendário

Julho 2022

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub