Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caderno Diário

Caderno Diário

06
Out20

"O último ano em Luanda"

Elsa Filipe

Há umas semanas fui a casa da minha afilhada e ela emprestou-me este romance de Tiago Rebelo e disse-me que adorou. 

Terminei de ler hoje e acabei por concordar com ela, fiquei fã.

O livro fala de uma época muito específica da nossa história recente. Estamos nos últimos meses da guerra colonial. A revolução de 25 de Abril ficou na memória de todos os que a viveram, mas pouco se fala dos trezentos mil portugueses que foram obrigados a largar tudo e a fugir através de uma ponte aérea e marítima que ligou Angola a Portugal.

Ao mesmo tempo, Luanda, é abalada por uma guerra civil que alastra ao resto do território angolano. Três movimentos de libertação combatem entre si pelo poder que fica em mãos de ninguém quando as forças armadas portuguesas se vão embora: "Na tarde de nove de julho, os movimentos de libertação rasgaram de vez todos os acordos civilizados que haviam assinado de má-fé e destruíram definitivamente a esperança de se chegar em paz ao dia da independência."

Regina conhece Nuno em Portugal, os dois apaixonam-se mas Nuno tem negócios obscuras. Regina preocupa-se mas não deixa de apoiar Nuno, de quem acaba por ter um filho. Em Angola, ela vive sozinha com o filho enquanto Nuno vai em viagens de vários dias por onde ela nem imagina. Quando a guerra rebenta, ele está lá no meio, mas ela, em Luanda é atingida pela dúvida de fugir para salvar a família ou de ficar e lutar pela terra que também sente já como sua.

O que mais me impressionou neste livro, foi a descrição de uma manifestação que ocorre bem perto da casa de Regina. Ela está no seu mini e vê-se envolvida no meio de uma violência desenfreada, o "martelar das G-3, os estampidos das pistolas, os gritos de terror".

01
Out20

"Sem pistas"

Elsa Filipe

Um livro de Blake Pierce que é apresentado como uma "obra prima de thriller e mistério", embora na minha opinião não chegue a tanto!

Quando várias mulheres aparecem mortas nos arredores da cidade de Virgínia, são assassinadas de forma grotesca, o FBI é chamado. Descobrem que um assassino em série está à solta, e as suas ações são cada vez mais frequentes, o que os leva a chamar a agente especial Riley Paige para tentar resolver.

O autor pode ter feito um bom trabalho no desenvolvimento das personagens com um lado psicológico tão bem trabalhado que temos a sensação de estar dentro das suas mentes, sentindo os seus medos e aplaudindo os seus sucessos, no entanto a fraca tradução leva-nos a sentir arrepios pela espinha cada vez que mudamos de parágrafo e lá estão mais um ou dois erros de gramática e ortografia.

Este livro vem na sequência de "Alvos a abater" e é sobre uma detetive do FBI, Riley Page, que passa por uma luta pessoal, que a leva a duvidar de tudo o que conseguiu alcançar até ali.

Infelizmente, a péssima tradução a que foi sujeito, estragou o livro e, como não li o original, não me posso manifestar de forma positiva. A história até é bastante interessante, abordando a sequência de acontecimentos desde a descoberta de um corpo, até à descoberta de quem é realmente o assassino. 

Gostaria de ler a restante série, mas noutra plataforma ou talvez adquirindo mesmo os livros, uma vez que já desisti da Google Play devido às más traduções que apresentam.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub